(VIDEO) Comment Commencer et Terminer une Conversation

Para o primeiro vídeo, montamos dois pequenos diálogos demonstrando como começar e terminar uma conversa em francês usando um vocabulário formal e informal.Para o primeiro vídeo, montamos dois pequenos diálogos demonstrando como começar e terminar uma conversa em francês usando um vocabulário formal e informal.

Não deixe de conferir e se inscrever no nosso canal para receber as nossas atualizações semanais.

 

 

À plus!

Expressões do Québec

Ben : abreviação de bien que é usada para aumentar e como sinônimo de muito ou demais. Il fait ben chaud.; Il y a ben du monde ici.

Ben voyons donc : expressa indignação ou surpresa. Ben voyons donc; ce n’est pas possible!

Blonde: significa loira, como vocês devem ter estudado na aula de francês, más no Québec, essa palavra também significa namorada. Não importa a cor do cabelo da sua namorada, ela é a sua loira. Ma blonde a les cheveux bruns. 😉

Chicaner ou se chicaner : verbo que significa dar bronca e na forma reflexiva significa discutir. La professeure Jaqueline a chicané Jérome.; Mon mari et moi, nous nous sommes chicané ce matin.

Chum: chum vem do inglês. Os canadenses da parte inglesa não usam mais. Para eles, chum significava amigo. No Québec, até hoje, significa namorado ou amigo. Je vais voir un match de hockey avec mes chums.; J’habite avec mon chum.

Coloc : abreviação de co-locataire, a pessoa que divide a moradia com você. Mon coloc a préparé le souper.

Coudonc : expressa questionamento ou surpresa. Coudonc, venez-vous juste de vous lever?

Faque : abreviação de ce qui fait que (o que faz que) e expressa a consequência. La serveuse m’a dit que cette portion est très petite faque j’en ai commandé deux. Também, pode significar então. Faque, tu viens ou pas?

Frette : significa frio. É um jeito mais familiar de falar froid. Il fait ben frette aujourd’hui.

Juste: vem do inglês e significa somente. Il y a juste une personne.

Là : O tem muitos significados no Québec. Obviamente significa , más também pode significar aqui, e agora. Além disso, ele é usado para por mais ênfase o que dá a impressão que o Québécois não fala uma frase sem usar o . Uma conversa telefônica, por exemplo, o diálogo poderia ficar assim:

– Allo?

– Oui allo, Luc est là (aí)?

– Non, là (agora), il n’est pas là (ici).

– Coudonc là (ênfase), il n’est jamais à la maison lui? Là, là, (ênfase) il faut absolument qu’il me rappelle le plus vite possible. Ok là (ênfase)?

Maudit : significa maldição ou maldito. Vous connaissez la chanson de Lynda Lemay qui s’appelle « Les maudits Français »?;  Maudit! Je me suis fait mal.

Ouin : é o oui pronunciado de um jeito mais relaxado. Tu viens avec nous? Ouin.

Pis : é o puis que significa e ou e aí. Pis? Ça va?; Je lui ai tout raconté, pis ça l’a vraiment rendu triste.

Pogner : significa catar ou pegar. Roméo a pogné plein de grenouilles au lac.; J’ai pogné une grosse grippe d’homme.

Pompette : significa bebadinha. J’ai juste bu un verre de vin et je suis déjà pompette.

Pu capable (plus capable) : é usado com o verbo être e significa não aguentar mais. Je suis pu capable d’entendre cette chanson.

Quétaine : significa brega. Cette robe est trop quétaine. Je ne peux pas porter ça.

Tsé : abreviação de tu sais e é usado do mesmo jeito que se usa sabe no Brasil. Tsé, j’aimerais vraiment t’aider.; Tsé, il y a du monde qui vit des choses bien plus difficile que toi.

Redação do currículo para o mercado do Québec

Texto oferecido à École Québec por Camélia Chelabi, conseillère en ressources humaines

Conselhos para a redação do currículo

Os recrutadores só dedicam alguns segundos à análise do seu currículo no momento da primeira triagem. Por isso é essencial redigir cuidadosamente o seu CV para não perder a chance de causar boa impressão!

Seguem algumas dicas para a redação de um CV adaptado ao mercado do trabalho quebequense que chame a atenção.

  • A apresentação do CV deve ser impecável. O documento deve ser arejado e agradável de ler. É preciso deixar espaço entre cada segmento e escolher uma fonte adequada tanto pelo estilo quanto pelo tamanho. Para passar uma imagem de profissionalismo, as fontes muito fantasistas ou os currículos coloridos demais devem ser evitados, a menos que a indústria na qual você trabalha espere esse tipo de detalhe (meio artístico, por exemplo). A apresentação deve ser coerente e harmoniosa; cuidado então para manter as mesmas regras de diagramação ao longo de todo o CV (margens, espaços, títulos, formatos de data, etc.)
  • A qualidade do francês é muito importante! Não pode ter erros de ortografia ou de gramática. Um currículo com erros passa uma imagem de negligencia e falta de profissionalismo. Para vários recrutadores, isso pode ser um fator eliminatório da sua candidatura.
  • A concisão deve ser valorizada na redação de um CV. Prefere-se então o uso de frases simples que levem direto ao ponto. O CV deveria caber em no máximo 2 ou 3 páginas.

Agora, vamos falar do conteúdo. Seu CV deve conter as seguintes seções, na ordem a seguir:

  • Dados : nome, endereço, número de telefone e e-mail. No Québec, não se comunicam informações pessoais no CV. Por isso, evite incluir estado civil, lugar de nascimento, idade, etc.
  • Resumo ou Objetivo de carreira: Você pode, nesta seção, indicar um resumo das suas competências, como por exemplo, o número de anos de experiência na sua área, as competências particulares adquiridas durante a sua carreira, suas maiores qualidades como funcionário, etc. Certas pessoas preferem indicar nesta parte do currículo seu objetivo de carreira e o tipo de experiências que procuram.
  • Experiência de trabalho : ela deve ser enumerada da mais recente para a mais antiga. Para cada experiência, é preciso mencionar o título exato do cargo ocupado, as datas de início e fim do emprego (em formato de mês-ano), junto com uma lista das principais responsabilidades. Novamente, é preferível utilizar frases curtas e verbos de ação (coordenar, realizar, conceber, etc.) Se for pertinente, pode-se adicionar prêmios e reconhecimentos obtidos durante o emprego, clientes importantes com os quais você trabalhou (contando que não seja confidencial), ou as realizações concretas pela quais você é responsável. Poderia, por exemplo, mencionar números de vendas, porcentagens de crescimento, ou então melhorias em certos processos, etc.
  • Formações acadêmicas e profissionais : Aqui, deve-se mencionar diplomas obtidos e formações profissionais pertinentes. A menos que você seja estudante ou que tenha se formado há pouco tempo, essa seção deve sempre ser localizada depois da secção sobre experiência profissional.
  • Informações complementares : Essa parte pode-se falar sobre suas competências linguísticas, suas competências em informática, sua participação em associações profissionais ou então suas atividades fora do trabalho. Se essas informações não tiverem valor para o cargo que se candidata, então é melhor não incluir!

Nada melhor que aprender fazendo algo concreto e útil. Marcar algumas aulas particulares para redigir o seu currículo com a ajuda de um professor especializado em CV é uma estratégia 2 em 1. Você aprenderá todo o vocabulário ligado ao seu perfil profissional e terá a certeza que o seu currículo está redigido do modo quebequense e sem erros. Nossas aulas particulares podem ser realizadas presencialmente no Rio de Janeiro (21.3649.1170), em São Paulo (11.5083.2860) ou em sala virtual (contato_sp@ecolequebec.com.br).

Veja alguns modelos de currículos nos seguintes links:

Emploi Québec

Revenu Québec

Workopolis

Foire de l’emploi

Université du Québec à Montréal

Oeil du recruteur

Missão de recrutamento 2017

École Québec

Reconhecida por preparar brasileiros que desejam imigrar para o Québec, a École Québec, parceira da Québec International, foi escolhida para realizar provas de proficiência em francês exigidas pelas empresas participantes da missão.

A École Québec tem cursos de francês e inglês focados na cultura canadense, proporcionando aos seus alunos que se preparem culturalmente e profissionalmente ao mesmo tempo que aprendem o francês. Os professores são do Québec ou brasileiros e franceses que já tiveram uma vivência no por la. Saiba mais sobre as nossas próximas turmas em Sao Paulo, no Rio de Janeiro e em sala de aula virtual.

A missão de recrutamento

Todo ano, empresas da região de Québec em falta de profissionais qualificados se tornam para o Brasil para recrutar. As qualificações dos brasileiros são muito apreciadas no mercado de trabalho quebequense e o fato deles terem o português como primeira língua ajuda na integração. De fato, o português, por ser uma língua latina tem uma estrutura gramatical muito similar. Também, o português tem quase todos os fonemas encontrados no francês.

Como funciona a missão? É mais simples do que parece. As empresas interessadas se inscrevem a missão e divulgam as suas vagas. A Québec International cuida de toda a divulgação e organização da missão, ajudando também para a obtenção dos vistos de trabalho. Até 13 de agosto, os candidatos qualificados e interessados podem enviar os seus currículos e as entrevistas acontecerão online no início de setembro. Quem conseguir uma oferta de emprego poderá pedir um visto de trabalho em conjunto com a empresa que contratou.

Dependendo da vaga, o nível de francês exigido será mais ou menos alto. Para cargos mais técnicos, um nível iniciante pode ser suficiente. Para cargos que exigem maior necessidade de comunicação como analista de sistema e chefe de projetos, o nível avançado é geralmente exigido.

Veja todas as vagas disponíveis no site.

Workshop online: como preparar o seu CV à la québécoise

A missão de recrutamento na América Latina está chegando. Esta initiativa da Québec International em colaboração com o Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion du Québec(MIDI) tem como objetivo facilitar a mobilidade internacional aos profissionais estrangeiros, que buscam uma oportunidade de experiência profissional na cidade de Québec e sua região metropolitana.

Este ano, as empresas da região estão à procura de trabalhadores qualificados nas áreas de tecnologia da informação, jogos virtuais e industrial, que possuem um bom domínio da língua francesa e experiência nestes setores.

Para aumentar as chances dos profissionais serem selecionados para entrevistas, a Québec International oferece um treinamento online gratuito sobre como preparar o CV à la québécoise.

O treinamento acontece no dia 29 de junho as 18h30 de Québec (19h30 do Brasil)

Para participar os interessados precisam apenas se conectar no link:

Festa Nacional dos quebequenses, La Saint-Jean

24 de junho, como todo ano, os quebequenses se reúnem para celebrar a Fête nationale. Aproveitam para lembrar de suas raízes e para testemunhar a riqueza de sua cultura.
É preciso voltar 190 anos atrás para melhor entender o sentido dessa festa.

É ao redor de uma grande fogueira simbolizando a luz, que os povos se reuniam antigamente para marcar o solsticio de verão. Na Europa, essa celebração foi associada ao Jean Baptiste (João Batista), aquele que batizou Jesus Cristo. O primeiro banquete da Saint-Jean-Baptiste aconteceu em 1827, mas apenas em 1834, foi reconhecida como festa para o povo canadense-francês. Com o decorrer dos anos, a festa se transformou consideravelmente e em 1925 foi declarada feriado oficial no Québec.

Neste dia, os quebequenses aproveitam para compartilhar o amor que eles tem pela língua francesa e pela própria nação. Na programação? Fogos de artifícios, desfiles, fogueiras da alegria, música quebequense ao ar livre e atividades para todas as gerações por toda parte da província. Fete_nationale_du_Quebec

que-fete-nationaleEm Montréal, a maior festa é organizada no parque Maisonneuve no dia 24 de junho. Em Québec, é no dia 23 que o fogo pega nas legendárias Plaines d’Abrahams.

Bonne Saint-Jean!

Para maiores informações, consultem o site oficial

Consigo bolsa para estudar no Québec?

Com a popularidade do programa de imigração PEQ, muitos interessados nos perguntam sobre bolsas. Existem 2 tipos de bolsas que apresentaremos aqui e que estão disponíveis para os seguintes cursos: D.E.P., D.E.C. techniques, Maîtrise e Doctorat. Infelizmente, as bolsas para o Baccalauréat são praticamente inexistentes.

Bolsa de isenção

As bolsas de isenção permitem ao estudante estrangeiro efetuar um curso pelo mesmo preço que os residentes permanentes pagam, oferecendo uma economia importante. No D.E.C., por exemplo, o estrangeiro pagará R$120 000 pelo curso inteiro enquanto para o residente permanente o curso é gratuito.

Bolsas de excelência

As bolsas de excelências são oferecidas em menor quantidade e vão para os candidatos com os melhores históricos escolares e/ou com envolvimento em projetos sociais. Dependendo do curso escolhido, essas bolsas podem ser obtidas pelo mérito escolar dos estudos realizados no Brasil ou para os estudos realizados no Québec.

Como conseguir a bolsa

No Québec, não existe vestibular. As instituições de ensino têm que se basear no currículo inteiro (histórico escolar, CV, experiências de voluntariado, línguas, cartas de motivação, cartas de recomendação, etc.) do estudante para decidir se aceita ou não o candidato. Você terá que traduzir todos os comprovantes exigidos e redigir o seu currículo e cartas de motivação em francês ou inglês.

As instituições que cuidam das bolsas são as seguintes

Bolsas para o D.E.P.

Bolsas para o D.E.C.

Bolsas para a Maîtrise e o Doctorat: cada faculdade tem informação em seu site

Université Laval

Université de Sherbrooke

Université de Montréal

Université du Québec à Montréal

Université du Québec à Trois-Rivières

Université du Québec à Chicoutimi

Université du Québec en Outaouais

Turmas 2017 – em sala virtual (ao vivo)

O curso ao vivo em sala virtual é administrado pela unidade São Paulo. Entre em contato pelo e-mail ou telefone: contato_sp@ecolequebec.com.br / (11) 5083.2860.

Próximas turmas e valores

Taxa de matrícula: R$ 290 (por pessoa, incluso taxa de correios do material didático para todos os níveis)

Nível A1: Segunda e quarta-feira  19h30 às 22h00 iniciando em 02/10

Total de 45 horas em 9 semanas por R$1170 (parcelado em até 3 vezes)

*O material didático está incluso no valor do curso.

Como funciona

Seguindo a mesma estrutura que o curso de francês oferecido nas nossas unidades, o curso Online Ao Vivo permite que os alunos acompanhem uma turma e participem das aula em horários fixos de qualquer lugar do mundo.

As aulas são iguais às aulas presenciais: mesmas atividades, mesmo cronograma, mesmas apostilas e com professores quebequenses. Além das aulas, cada turma tem um grupo no WhatsApp para facilitar a organização das aulas e deixar o aprendizado ainda mais dinâmico e constante.

Ao se matricular, você receberá pelo correio a apostila referente ao seu nível. No primeiro dia de aula, enviaremos o link para participar da aula. Depois disso, é só entrar, participar e se dedicar 100% para atingir o seu objetivo o quanto antes: falar francês para viver no Quebec!

As vantagens do curso online ao vivo

  1. Participar das aulas de qualquer lugar do mundo, no computador ou no celular.
  2. Professores do Québec ou que conhecem bem o Québec, ao vivo na sua casa ou escritório.
  3. Ter aulas ao vivo e acompanhar um grupo de pessoas que tem os mesmos objetivos promete um aumento significativo na sua motivação e assim atingir o nível necessário rapidamente.

MIDI divulga as regras para Imigração e quantidade de vagas em 2017-2018

O Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion (MIDI) divulgou no último dia 30 de Março o número de demandas  que serão recebidas no período de 1 de Abril de 2017 até 31 de Março de 2018 para os programas de Trabalhadores Qualificados, Investidores, Empresários e Trabalhadores autônomos e também as regas que regirão as demandas de CSQ (Certificat de sélection du Québec) a partir de 1 de Abril de 2017.

Investidores

De 29 de Maio de 2017 até 23 de Fevereiro de 2018, o MIDI receberá um máximo de 1900 demandas de CSQ sob o programa de investidores. Para aplicar sob esse programa é necessário ter um património de no mínimo 1 600 000 $ CAD e estar disposto a investir 800 000 $ CAD na província do Québec nos próximos 5 anos. As demandas tem que ser entregues por correio.

Trabalhadores Autônomos e Empresários

No período de 2017-2018 não serão aceitos nenhum pedido de CSQ nos programas de Trabalhadores Autônomos e Empresários.

Trabalhadores Qualificados

O MIDI receberá 5 000 pedidos de CSQ para Trabalhadores Qualificados nesse próximo ano. Todos os pedidos devem ser feitos através do  Mon projet Québec e a data de recebimento dos pedidos será anunciada em breve.  Lembrando que os candidatos com uma oferta de emprego validada ou aqueles que participam do PEQ (Programme de l’Expérience Québécoise ) não estão incluidos nessa cota e podem submeter seus pedidos a qualquer momento. Outros residentes temporários autorizados (como estudantes internacionais que já estão na metade do curso) também podem submeter a qualquer momento.

Com esses dados, a tabela fica dessa forma:

Novas regras

O Ministério também pôs em prática as regas aprovadas em Abril de 2016 no “Estratégias de Ação sobre Imigração, Participação e Inclusão 2016-2021 – Juntos Nós Somos o Québec” (Stratégie d’action en matière d’immigration, de participation et d’inclusion 2016-2021 Ensemble, nous sommes le Québec) que põe fim ao princípio de “premier arrivé, premier servi” (primeiro a chegar – primeiro a ser atendido). Os pedidos agora serão atendidos com base na demanda do mercado de trabalho e serão processados através de uma déclaration d’intérêt.

O Ministério acredita que limitando o número de novas demandas neste ano, conseguirá processar as demandas já enviadas e assim diminuir o tempo de espera para no máximo 6 meses no período de 2018-2019.

[Série Québec] Sistema de Saúde Québécois

Bonjour! O nosso tema hoje é Saúde, mais especificamente no que consiste o sistema Québécois de saúde, quem tem direito e como ele funciona.

Vamos começar esclarecendo algumas coisas:

A primeira coisa é que esse post é específico sobre o sistema do Québec, e não sobre o sistema de saúde do Canadá como um todo. E porque digo isso? Porque o Canada Health Act diz que os serviços de saúde básicos devem ser universais e acessíveis em todo país, mas deixa as províncias liberdade para decidir o que é considerado um “serviço de saúde essencial” e como e onde isso deve ser atendido. Por isso falaremos apenas sobre o que a província do Québec cobre ou não e sobre os regulamentos dela apenas. Ok?

Centre universitaire de santé McGill

Vamos primeiro entender o que é considerado “serviços básicos” no Québec. E nesse caso o Québec é uma das melhores províncias para se morar, pois cobre sob a Régie de l’assurance maladie du Québec quase todos os serviços médicos, incluindo tratamento de fertilidade (com ressalvas), alguns tratamentos dentários e também os medicamentos.¹ Ficam fora dessa lista os serviços odontológicos (salvo cirurgias), alguns tratamentos médicos específicos e os tratamentos estéticos. E mesmo assim, a maioria dos empregadores oferece um plano complementar para ajudar no pagamento de alguns tratamentos não cobertos. E por falar nisso, quem tem direito ao sistema público?

  • Todos os cidadãos canadenses;
  • Quem possui residência permanente (após visitarem a Régie de l’assurance Maladie, fazer a inscrição, e receber o cartão em casa, que demora em média 3 meses);
  • Os trabalhadores temporários e os estudantes que recebem bolsa de estudos de um programa oficial do Ministério da Educação Canadense,  bem como seu cônjuge.

Todos os outros tem que obter um plano privado de saúde (que custa em média 1000$ por ano para um casal).

Aí cabe a pergunta: Faz alguma diferença ter um plano privado no Québec? E a resposta é Não. Não muda nada ter um plano. Não vais ser atendido mais rápido, ou ter tratamento melhor. Uma forma de entender seria assumir que o Sistema do Québec seria algo uma mistura entre o sistema do SUS com a qualidade dos planos privados. Também é proibido por lei cobrar por tratamentos para doenças crónicas e essas doenças são tratadas exclusivamente no sistema público.

L’Hôtel-Dieu de Québec

Outro ponto é citar que o Québec está realmente interessado no tema da saúde, o que faz com que cerca de 40% do dinheiro da província vá para essa área.

E, lendo isto, podes pensar que o Sistema Québécois é uma maravilha, o sistema perfeito onde não há erros e nem problemas. E sim, o sistema como um todo é muito bom, porém existem algums problemas.

O primeiro é que faltam médicos no Québec. Seja pelas extremas exigências para os estudantes da área ou pelos longos e complicados procedimentos para revalidar diplomas obtidos em outros países e também pela fuga de médicos para os EUA (onde os médicos são melhor remunerados) o fato é que faltam médicos no Québec.

Hotel-Dieu de Quebec, 1943
Uma freira cuidando de uma criança em 1943
O segundo problema é que, por sua dependência no Médico de Família (pelas regras Québécois, um especialista só pode ver um paciente em situação de emergência ou após acompanhamento do médico de família), o sistema tem longas filas de espera, chegando a até 8 meses para algumas especialidades.

E o terceiro é uma questão de mentalidade. A medicina Québécois é, em sua base, preventiva. Então a maioria dos médicos não tem tanta experiência com algumas doenças já desenvolvidas e o tratamento pode sofrer por isso.

Em resumo o sistema é bom e funciona (em uma recente pesquisa 80% dos Québécois dizem que não tem problemas em conseguir tratamento médico) mas precisa de algumas melhorias.

E como um PS final: Existe um programa para ajudar os médicos estrangeiros a se estabelecerem e exercer a medicina no Québec: O programa chama-se Recrutement Santé Québec e o link para o site deles está aqui, e a lista de etapas para exercer a profissão no Québec está aqui.
______________________________
¹. Uma lista completa do que é coberto pelo sistema público do Québec pode ser encontrada neste link.