Turmas 2017 – Online Ao Vivo

O curso online ao vivo é administrado pela unidade São Paulo. Entre em contato pelo e-mail ou telefone: contato_sp@ecolequebec.com.br / (11) 5083.2860.

Próximas Turmas

turma on

* O acerto da matrícula é realizado somente uma vez, ao iniciar o primeiro curso na École Québec. Você sempre será matriculado na École Québec.

Como funciona

Seguindo a mesma estrutura que o curso de francês oferecido nas nossas unidades, o curso Online Ao Vivo permite que os alunos acompanhem uma turma e participem das aula em horários fixos de qualquer lugar do mundo.

As aulas são iguais às aulas presenciais: mesmas atividades, mesmo cronograma, mesmas apostilas e com professores quebequenses. Além das aulas, cada turma tem um grupo no WhatsApp para facilitar a organização das aulas e deixar o aprendizado ainda mais dinâmico e constante.

Ao se matricular, você receberá pelo correio a apostila referente ao seu nível. No primeiro dia de aula, enviaremos o link para participar da aula. Depois disso, é só entrar, participar e se dedicar 100% para atingir o seu objetivo o quanto antes: falar francês para viver no Quebec!

As vantagens do curso online ao vivo

  1. Participar das aulas de qualquer lugar do mundo, no computador ou no celular.
  2. Professores do Québec ou que conhecem bem o Québec, ao vivo na sua casa ou escritório.
  3. Ter aulas ao vivo e acompanhar um grupo de pessoas que tem os mesmos objetivos promete um aumento significativo na sua motivação e assim atingir o nível necessário rapidamente.

MIDI divulga as regras para Imigração e quantidade de vagas em 2017-2018

O Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion (MIDI) divulgou no último dia 30 de Março o número de demandas  que serão recebidas no período de 1 de Abril de 2017 até 31 de Março de 2018 para os programas de Trabalhadores Qualificados, Investidores, Empresários e Trabalhadores autônomos e também as regas que regirão as demandas de CSQ (Certificat de sélection du Québec) a partir de 1 de Abril de 2017.

Investidores

De 29 de Maio de 2017 até 23 de Fevereiro de 2018, o MIDI receberá um máximo de 1900 demandas de CSQ sob o programa de investidores. Para aplicar sob esse programa é necessário ter um património de no mínimo 1 600 000 $ CAD e estar disposto a investir 800 000 $ CAD na província do Québec nos próximos 5 anos. As demandas tem que ser entregues por correio.

Trabalhadores Autônomos e Empresários

No período de 2017-2018 não serão aceitos nenhum pedido de CSQ nos programas de Trabalhadores Autônomos e Empresários.

Trabalhadores Qualificados

O MIDI receberá 5 000 pedidos de CSQ para Trabalhadores Qualificados nesse próximo ano. Todos os pedidos devem ser feitos através do  Mon projet Québec e a data de recebimento dos pedidos será anunciada em breve.  Lembrando que os candidatos com uma oferta de emprego validada ou aqueles que participam do PEQ (Programme de l’Expérience Québécoise ) não estão incluidos nessa cota e podem submeter seus pedidos a qualquer momento. Outros residentes temporários autorizados (como estudantes internacionais que já estão na metade do curso) também podem submeter a qualquer momento.

Com esses dados, a tabela fica dessa forma:

Novas regras

O Ministério também pôs em prática as regas aprovadas em Abril de 2016 no “Estratégias de Ação sobre Imigração, Participação e Inclusão 2016-2021 – Juntos Nós Somos o Québec” (Stratégie d’action en matière d’immigration, de participation et d’inclusion 2016-2021 Ensemble, nous sommes le Québec) que põe fim ao princípio de “premier arrivé, premier servi” (primeiro a chegar – primeiro a ser atendido). Os pedidos agora serão atendidos com base na demanda do mercado de trabalho e serão processados através de uma déclaration d’intérêt.

O Ministério acredita que limitando o número de novas demandas neste ano, conseguirá processar as demandas já enviadas e assim diminuir o tempo de espera para no máximo 6 meses no período de 2018-2019.

[Série Québec] Sistema de Saúde Québécois

Bonjour! O nosso tema hoje é Saúde, mais especificamente no que consiste o sistema Québécois de saúde, quem tem direito e como ele funciona.

Vamos começar esclarecendo algumas coisas:

A primeira coisa é que esse post é específico sobre o sistema do Québec, e não sobre o sistema de saúde do Canadá como um todo. E porque digo isso? Porque o Canada Health Act diz que os serviços de saúde básicos devem ser universais e acessíveis em todo país, mas deixa as províncias liberdade para decidir o que é considerado um “serviço de saúde essencial” e como e onde isso deve ser atendido. Por isso falaremos apenas sobre o que a província do Québec cobre ou não e sobre os regulamentos dela apenas. Ok?

Centre universitaire de santé McGill

Vamos primeiro entender o que é considerado “serviços básicos” no Québec. E nesse caso o Québec é uma das melhores províncias para se morar, pois cobre sob a Régie de l’assurance maladie du Québec quase todos os serviços médicos, incluindo tratamento de fertilidade (com ressalvas), alguns tratamentos dentários e também os medicamentos.¹ Ficam fora dessa lista os serviços odontológicos (salvo cirurgias), alguns tratamentos médicos específicos e os tratamentos estéticos. E mesmo assim, a maioria dos empregadores oferece um plano complementar para ajudar no pagamento de alguns tratamentos não cobertos. E por falar nisso, quem tem direito ao sistema público?

  • Todos os cidadãos canadenses;
  • Quem possui residência permanente (após visitarem a Régie de l’assurance Maladie, fazer a inscrição, e receber o cartão em casa, que demora em média 3 meses);
  • Os trabalhadores temporários e os estudantes que recebem bolsa de estudos de um programa oficial do Ministério da Educação Canadense,  bem como seu cônjuge.

Todos os outros tem que obter um plano privado de saúde (que custa em média 1000$ por ano para um casal).

Aí cabe a pergunta: Faz alguma diferença ter um plano privado no Québec? E a resposta é Não. Não muda nada ter um plano. Não vais ser atendido mais rápido, ou ter tratamento melhor. Uma forma de entender seria assumir que o Sistema do Québec seria algo uma mistura entre o sistema do SUS com a qualidade dos planos privados. Também é proibido por lei cobrar por tratamentos para doenças crónicas e essas doenças são tratadas exclusivamente no sistema público.

L’Hôtel-Dieu de Québec

Outro ponto é citar que o Québec está realmente interessado no tema da saúde, o que faz com que cerca de 40% do dinheiro da província vá para essa área.

E, lendo isto, podes pensar que o Sistema Québécois é uma maravilha, o sistema perfeito onde não há erros e nem problemas. E sim, o sistema como um todo é muito bom, porém existem algums problemas.

O primeiro é que faltam médicos no Québec. Seja pelas extremas exigências para os estudantes da área ou pelos longos e complicados procedimentos para revalidar diplomas obtidos em outros países e também pela fuga de médicos para os EUA (onde os médicos são melhor remunerados) o fato é que faltam médicos no Québec.

Hotel-Dieu de Quebec, 1943
Uma freira cuidando de uma criança em 1943
O segundo problema é que, por sua dependência no Médico de Família (pelas regras Québécois, um especialista só pode ver um paciente em situação de emergência ou após acompanhamento do médico de família), o sistema tem longas filas de espera, chegando a até 8 meses para algumas especialidades.

E o terceiro é uma questão de mentalidade. A medicina Québécois é, em sua base, preventiva. Então a maioria dos médicos não tem tanta experiência com algumas doenças já desenvolvidas e o tratamento pode sofrer por isso.

Em resumo o sistema é bom e funciona (em uma recente pesquisa 80% dos Québécois dizem que não tem problemas em conseguir tratamento médico) mas precisa de algumas melhorias.

E como um PS final: Existe um programa para ajudar os médicos estrangeiros a se estabelecerem e exercer a medicina no Québec: O programa chama-se Recrutement Santé Québec e o link para o site deles está aqui, e a lista de etapas para exercer a profissão no Québec está aqui.
______________________________
¹. Uma lista completa do que é coberto pelo sistema público do Québec pode ser encontrada neste link.

Céline Dion faz show gratuito na École Québec hoje a noite

Poisson d’avril!!!

Pois é! Hoje é o dia da mentira no Brasil e o dia do peixe de abril no Québec. Nesse dia, os brincalhões inventam histórias mais ou menos… ou nada realísticas para contar para os amigos e familiares. É o dia de ver se tem capacidade de mentir.

Outra prática muito comum nesse dia no Québec é colar peixes coloridos de papel nas costas das pessoas. É um dia que dá muito trabalho para os professores e muitas risadas para “les petits et les grands”.

Más da onde vem essa tradição?

A origem desse costume é muito antiga e os historiadores não concordam plenamente sobre sua fonte. É certo que o peixe foi um símbolo desde os primeiros anos de era cristã, mas é difícil determinar ao certo como o peixe começou a ser associado ás brincadeiras e mentiras.

São várias hipóteses:

  1. Em 1564, o Rei Charles IV, mudou a data do início de ano que era no 1º de abril para 1º de janeiro e as pessoas continuaram entregando-se presentes, mas a partir daquele ano, presentes engraçados.
  2. Pode também ser pelo fato da data ser próxima ao final do quaresma, época em que se come bastante peixe para substituir a carne.
  3. É possível também que seja ligado ao fato que na França, em abril, a pesca era proibida no mês de abril então as pessoas davam peixes falsos para as pessoas.

 

Encontro com instituições francófonas

No dia 21 de março de 2017, a École Québec encontrou com 4 instituições de ensino francófonas, todas localizadas no Canadá. Para as instituições que não conheciam a École Québec, apresentamos os nossos cursos e serviços e explicamos o que os nossos alunos mais procuram e precisam no projeto de vida deles. E eles fizeram o mesmo. Veja quais informações recolhemos para vocês!

Fédération des Cégeps

Os Cégeps são instituições de ensino de nível superior cujo modelo só existe no Québec. Eles oferecem três tipos de diploma: DEC pré-universitaire (2 anos de preparação para a faculdade), DEC technique (3 anos de preparação para o mercado de trabalho) e AEC (1 ou 2 anos de preparação para o mercado de trabalho). Poderiamos dizer que o DEC technique é a combinação das matérias de um DEC pré-universitaire com as do AEC.

Bolsas de estudo para estudantes do DEC technique para brasileiros. Para residentes permanentes do Québec, os estudos no Cégep são gratuitos. Para estrangeiros, os preços são de aproximadamente 8000$CAN por semestre, mas existe uma bolsa de isenção de pagamento e os brasileiros são prioritários junto com chineses e mexicanos. Até hoje, 6 ex-alunos da École Québec beneficiaram da bolsa de isenção.

Sabiam que a Fédération des Cégeps estará na École Québec de São Paulo no dia 27/03? Inscreva-se pelo e-mail contato_sp@ecolequebec.com.br. A palestra será em francês.

Cégep de Jonquière

Logo couleur 300 dpiO Cégep de Jonquière fica ao norte da cidade de Québec numa região chamada Lac Saint-Jean. Conversamos com a Colette Fournier que cria DEC techniques e AEC para atender às necessidades do mercado de trabalho. Ela listou para nos as áreas de formação do Cégep de Jonquière em quais faltam alunos e cuja área tem mais demanda no mercado de trabalho: laboratório (química analítica), engenharia química, engenharia mecânica, eletrônica industrial, informática e seguros. Os AEC dessas áreas duram de 2 a 4 semestres e no final do curso, todos os formantes que desejam entegrar o mercado de trabalho conseguem emprego. Cada semestre exige um investimento de 6000$CAN a 8000 $CAN. A senhora Fournier mencionou que as competências adquiridas em alguns AEC oferecidos pelo Cégep de Jonquière estão tão em demanda que alguns formantes entram no mercado de trabalho ganhando mais de 80 000$CAN ao ano.

Após o AEC, os estudantes estrangeiros ganham um visto de trabalho aberto da mesma duração que o AEC realizado e se nesse período o estudante comprovar 12 meses de experiência de trabalho qualificado, ele poderá pedir o CSQ que dá direito a pedir a residência permanente. Como os AEC incluem um ou dois estágios, ele poderá facilmente encontrar um emprego qualificado no final do curso, principalmente se for uma área de demanda.  Infelizmente, o AEC não é aceito pelo PEQ-estudos, mas ele é mais barato  e curto que o DEC technique ou o baccalauréat.

Veja todos os AEC disponíveis no Cégep de Jonquière.

Existe também a possibilidade de realizar o DEC technique que qualifica para o PEQ e que tem programas de bolsa.

Leia também sobre o processo de admissão.

O DEC techniques e pré-universitários são listados aqui.

Université de Montréal

A Carla, embaixadora da Universidade de Montréal também estava em São Paulo essa semana para apresentar a faculdade aos interessados. Para estudantes internacionais do mestrado e doutorado, a UdM oferece bolsas de isenção em que o estudante internacional que teve um ótimo histórico escolar no bacharelado paga o mesmo preço que os residentes permanentes (aprox. 1300$ por semestre).

O site da UdM é muito completo. Encontrará nele toda a informação necessária para saber dos cursos oferecidos e descobrir como se inscrever. Lembramos que as faculdades do Québec dividem os cursos em três ciclos.

Premier cycle: Certificat e Baccalauréat

Deuxième cycle: Diplôme d’Études Supérieures Spécialisées (D.E.S.S.) e Maîtrise

Troisième cycle: Doctorat e Post-Doctorat

Université d’Ottawa

A Universidade de Ottawa é bilingue, mas somente 30% dos estudantes escolhem realizar os estudos em francês. Para incentivar mais estudantes a se formar em francês, criaram um programa de bolsa em que os estudantes do baccalauréat que realizarem os estudos em francês pagam o mesmo preço que estudantes canadenses.

O site da Université d’Ottawa também é completo. Vale a pena visita-lo!

Conseil scolaire Viamonde e Conseil des écoles publiques de l’Est de l’Ontario

Dois conselhos escolares francófonos da província de Ontario (nível primário e secundário) nos apresentaram as escolas secundárias que recebem estudantes estrangeiros por períodos de um semestre ou um ano. O Conseil de Viamonde é localizado na região de Toronto e o de l’Est de l’Ontario é localizado na região de Ottawa.

É necessário ter um nível B1 de francês para poder ser admitido. Os adolescentes estrangeiros moram em família de intercâmbio que, na grande maioria, são bilíngues permitindo ao estudante treinar os dois idiomas. Para ter uma ideia de valores, veja essa página do site do Conseil scolaire Viamonde.

{Festividades do Québec} Fête de la Saint-Patrick

No dia 17 de Março se celebra no Québec a Fête de la Saint-Patrick (dia de São Patrício), santo patrono da Irlanda. E antes que perguntem porque se celebra um feriado Irlandês no Canadá, vamos conhecer a história de São Patrício:

Maewyn Succat nasceu em 387 D.C. em Kilpatrick, na Escócia. Filho de um oficial do exercito romano, aos 16 anos ele foi capturado por piratas irlandeses, que o venderam como escravo na Irlanda.  Por seis anos, ele habitou esse país como escravo, e durante esse tempo aprendeu o idioma Celta, após esse tempo, consegui fugir, e anos mais tarde ele foi ordenado padre e adotou o nome latino de Patricius. Aos 46 anos, decidiu voltar à Irlanda para evangelizar seus habitantes. E ali permaneceu por quase 30 anos, até sua morte em 17 de Março de 461 D.C. De acordo com alguns relatos, Patricius teria fundado mais de 300 igrejas e batizado mais de 120,000 pessoas. Por esses feitos (e outros) ele é considerado um santo pela Igreja Católica e venerado como tal em vários países.

St._Patrick's_Day_greetingsExistem muitas lendas associadas à São Patrício, e citarei apenas duas (mas se estiver curioso, podes ler sobre elas na Wikipédia). A primeira  lenda conta que Patrício teria banido todas as serpentes da Irlanda, tendo-as forcado a se jogar no mar após elas o terem atacado durante um jejum de 40 dias que ele fazia no topo de uma colina¹. A outra lenda diz que São Patrício costumava explicar o mistério da Santíssima Trindade usando um trevo de três folhas, e é por isso que o trevo é comum nas festividades em honra à São Patrício. Outra anedota sobre o santo é que Patrício preferia o azul, mas durante a rebelião irlandesa de 1798, usar um trevo verde como forma de orgulho nacionalista se propagou e tornou-se um símbolo do nacionalismo Irlandês que permanece até hoje.

Mas voltando ao Québec: No século 19, mais especificamente, na década de 1840, houve uma grande fome na Irlanda, que forcou milhares de famílias a imigrar para o Canadá. Após a chegada no Québec, os imigrantes Irlandeses eram enviados para quarantina em Grosse Île, onde mais de 5,000 deles morreram de cólera e febre tifoide. Os sobreviventes desembarcaram no Québec, alguns decidiram se estabelecer na província enquanto outros foram para outras províncias e para os Estados Unidos. No Québec, a Fête de la Saint-Patrick é uma chance de honrar a memória desses imigrantes e seus descendentes, que hora formam mais de 6% da população da província.

Em Montréal, onde se comemora o dia de Saint-Patrick desde o século XVIII, existe desde 1824 a Parada Anual do dia de São Patrício. E este ano a Parada será celebrada no domingo 19 de Março. Podes encontrar mais info sobre as celebrações em Montréal neste site.  Já na cidade de Québec, celebra-se a Fête de la Saint Patrick duas vezes. A primeira no dia 17 de Março, e a segunda no dia 25 de Março, quando Québec celebrará a sua parada de São Patrício.

Então lembre-se de usar verde hoje, e Feliz dia de São Patrício!

______________________________________________________
¹  Biólogos apontam para evidencias de que nenhuma serpente jamais habitou a ilha da Irlanda, mas os cristãos explicam que as serpentes são uma metáfora do paganismo São Patrício teria erradicado.

[Série Québec] Sistema de educação do Québec

Essa semana estamos em férias de primavera (Semaine de relâche¹) no Québec. E já que não existe devoir essa semana, falemos de como o sistema de ensino do Québec funciona.

E antes de citar o sistema escolar vamos falar sobre uma pergunta muito comum: Qual o idioma em uso nas escolas do Québec? A resposta é obviamente o Francês. Todos os alunos do Québec estudam obrigatoriamente em Francês do Préscolaire até o Secondarie, com linguas como Inglês, Espanhol, e outras sendo ensinadas como Línguas Estrangeiras. A única exceção são os alunos cujos pais tem como língua materna o Inglês, que tem permissão de estudar em escolas que utilizam esse idioma como língua comum. Após o Secondarie o aluno tem a opção de escolher em que idioma estudar. Mas vamos ao sistema de ensino:

education flipComeçando pelo começo. Após a licença maternidade (que pode durar até 1 ano), geralmente a primeira preocupação é Garderie (creche), que no Québec não é gratuita. Garderie é um tema vasto (que vamos cobrir no futuro) mas o importante nesse momento é saber que dura geralmente até os 4-5 anos de idade, quando a criança entra no Préscolarie (Pré-Escolar). O Préscolarie é gratuito, mas não obrigatório, e mesmo assim 98% das crianças do Québec estão inscritas.

No ano que completam 6 anos, as crianças entram no Primarie (educação primária), primeira etapa formal do sistema de educação québecois. Diferente das etapas anteriores, o Primaire é obrigatório e dura 6 anos. Após os anos de primário, os meninos passam ao Secondarie (Educação Secundária).

O Secondarie, que também é obrigatório e gratuito, dura 5 anos e ao final o estudante recebe o DES (Diplôme d’études secondaires). Mas o aluno tem a opção de sair a partir do final do 3° ano para cursar um curso técnico (DEP – Diplôme d’Études Professionnelles). E como aqui, os caminhos começam a variar, vamos seguir cada caminho por vez:

  1. O caminho mais comum de quem quer um diploma de estudos superiores é cursar os 5 anos de Secondarie e depois entrar num programa DEC (Diplôme d’études collégiales). Geralmente, fazem o DEC pré-universitaire (2 anos) e seguem para a universidade. Também, se pode fazer um DEC technique (3 anos)  e, após o término, seguir para o mercado de trabalho ou ir à universidade.
  2. Outra opção é fazer o Secondarie até o final do 3°, 4° ou 5°, e seguir para fazer um DEP (Diplôme d’Études Professionnelles) e, se preciso ou desejado fazer uma ASP  (Attestation de Spécialisation Professionnelle). Esses diplomas dão acesso ao mercado de trabalho, mas geralmente não dão acesso direto à universidade (sendo necessário um DEC).
  3. Para candidatos adultos (pessoas que sairam do sistema escolar há mais de 12 meses), existem outras opções. É possível cursar um AEC (Attestation d’études collégiales). O AEC dura aproximadamente 1 ano, e ao terminar o estudante está pronto para seguir para o mercado de trabalho. Também, alguns cursos universitários aceitam candidatos adultos que tiverem um currículo pertinente ao curso em questão.

E antes de continuar, vamos explicar a diferença entre o DEP, ASP, AEC,  DEC pré-universitaire e DEC technique.

  • O DEP é um curso de nível secondaire que foca nas habilidades técnicas necessárias no mercado de trabalho.
  • O ASP é uma especialização de DEP; é necessária ter terminado um DEP.
  • DEC pré-universitaire é um curso generalista onde se aprende matérias generalistas e tem o propósito de melhor preparar os alunos para a entrada na universidade. Poderia se comparar a um ano de cursinho + o primeiro ano da faculdade para os brasileiros.
  • O AEC é um diploma onde se aprende apenas sobre a área que o aluno escolheu, e não se estuda as matérias generalistas. Por isso que o AEC é mais curto que os DECs.
  • DEC technique é um curso onde se aprende sobre uma área profissional específica  e também onde se aprendem as matéria gerais (como matemática, literatura, francês, filosofia e etc.). Também se pode dizer que um DEC technique seria a soma de um DEC pré-universitaire e um AEC.
A Université Laval (1663) é a mais antiga universidade do Quebec.

A Université Laval (1663) é a mais antiga universidade do Quebec.
Foto by Gilbert Bochenek, CC-BY-SA 3.0

 

Para os alunos que completaram um DEC (technique ou pré-universitarie) o próximo passo é entrar em um Baccalauréat (BAC) que dura 3 ou 4 anos. E a´pós o BAC, se o estudante tiver interesse pode cursar um Diplôme d’Études Supérieures Spécialisées (DESS) que dura entre 1 ano e 18 meses e seria algo como as especializações que existem no Brasil ou fazer uma Maîtrise (MAI) que dura entre18 meses e 2 anos. O seguinte passo, para aqueles seguindo carreira acadêmica é o Doctorat, que dura entre 2 e 3 anos e como o Doutorado do Brasil, confere o titulo de Doutor.

No nível universitário, existe também alguns Certificats que equivalem a um ano (30 créditos) de um Baccalauréat. Ao realizar 3 certificats, confere-se um Baccalauréat multidisciplinaire.

 

Para saber mais podes acessar os seguintes links:

_____________________________________

¹ E por falar na relâche, você pode encontrar informação sobre ela nesse link.

Mudanças no sistema Imigração para Trabalhadores Qualificados do Québec

O Ministério da Imigração do Québec fez hoje uma mudança importante no sistema de imigração para trabalhadores qualificados (Programme régulier des travailleurs qualifiés). Para cumprir o nova lei de imigração “Estratégias de Ação sobre Imigração, Participação e Inclusão 2016-2021 – Juntos Nós Somos o Québec” (Stratégie d’action en matière d’immigration, de participation et d’inclusion 2016-2021 Ensemble, nous sommes le Québec) que diz que 85% dos imigrantes na categoria de Trabalhador Qualificado devem ter conhecimentos de francês (PDF, pág. 32) eles modificaram os pontos atribuídos a algumas áreas de treinamento e níveis de educação, bem como aumentaram os pontos necessários para obtenção do CSQ (Certificat de sélection du Québec).

As mudanças são:

  • Pontos atribuídos a algumas áreas de treinamento foram reduzidos (áreas que antes davam 16 pontos, agora apenas dão 12, e áreas de 12 pontos agora dão 9) ¹
  • Os pontos de empregabilidade e de obtenção de CSQ foram aumentados (a saber: Empregabilidade para solteiros foi de 41 para 43 e casais de 50 para 52 e de obtenção de CSQ foi de 49 para 50 – solteiros e de 57 para 59 – casais) ¹
  • Candidatos com cursos Técnicos ou Tecnólogos em áreas de demanda já não recebem mais pontos adicionais. (Anteriormente Técnicos e Tecnólogos em áreas de demanda ganhavam 10 pontos, agora são 6 e 8 pontos, respectivamente) ²

Essas mudanças se aplicam a todas as pessoas que irão enviar seus pedidos de CSQ a partir de 8 de Março de 2017, e também àqueles que já submeteram seus pedidos mas cuja avaliação preliminar ainda não começou.

Então, se você submeteu ou pretende submeter seu pedido de CSQ, faça a analise preliminar de pontuação, e comece já a fazer seu preparativo para o TCF-Q (Test de Connaissance du Français pour le Québec) ou TEF (Test d’Evaluation de Français) com a École Québec.

Planos da imigração canadense

De 2011 a 2015, o Canadá recebia em média 260 000 imigrantes por ano. O ministro da Imigração, dos Refugiados e da Cidadania, John McCallum anunciou uma previsão de 300 000 recém chegados por ano em 2016 e 2017. Na opinião do ministro, o plano de 2017 representa uma abordagem séria e responsável que leva em consideração a necessidade do Canadá de acolher mais imigrantes sem entrar em conflito com suas responsabilidades financeiras.

De 300 000 recém chegados em 2016, 40 000 serão refugiados e 84 000 terão conseguido a residência permanente pelo programa de reunião familiar.

A projeção de 2017 quer um aumento na categoria da imigração econômica passando de 160 600 em 2016 para 172 500 em 2017. Em contrapartida, o número de refugiados diminuirá de 55 800 para 40 000.

passport small

Apesar de significar um certo aumento em relação aos anos anteriores, ainda não alcança os 450 000 recomendados pelo conselho consultativo especializado em crecimento econômico.

 

Mudanças: visto de turista para o Canadá

A partir de maio de 2017, cidadãos brasileiros que possuem um visto de turismo americano válido ou que foram detentores de um visto de turismo canadense nos últimos 10 anos poderão aplicar por um eTA ou AVE: autorização de viagem eletrônica.

Para os que não satisfazem a um desses dois critérios de admissibilidade, continua necessário obter um visto de turismo para viajar para o Canadá.

Veja a informação oficial no site do governo canadense.