10 motivos para estudar francês

Educação sempre é um bom investimento, mas qual curso escolher para dar um “upgrade” na sua carreira? Veja 10 motivos para estudar francês!

Sua Vida Profissional

1. Ter um diferencial no mercado de trabalho. Hoje em dia saber inglês e espanhol já não é mais um diferencial. Para se destacar em sua carreira, o profissional deve ter uma terceira língua que o coloque acima da concorrência.

 

2. Poder comunicar-se em francês no trabalho. Segundo dados de 2011, existem 520 empresas de origem francesa no Brasil; sem contar com as empresas brasileiras que constantemente fazem negócios com países de língua francesa. Entre elas pode-se destacar algumas de excelência como: Peugeot, Renault, Carrefour, UBS, Michelin, Alstom, Danone, Accor, Nestlé e Roche.

http://oglobo.globo.com/economia/crescimento-do-brasil-atrai-mais-empresas-francesas-3727644

3. Estar pronto para aproveitar oportunidades de trabalho no exterior.

4. Qualificar-se para processos de imigração de nações francófonas.

5. Realizar intercâmbios ou efetuar formações universitárias em faculdades francófonas de grande nome. Vale a pena conferir as bolsas de estudo que existem para estudantes brasileiros.

Suas Aventuras Culturais

6. Integrar-se na cultura francesa. O primeiro passo para se inserir em uma nova cultura é através de sua língua e a cultura francesa é uma das mais ricas e interessantes do mundo. Você vai conhecer uma forma diferente de ver o mundo através do cinema francês e ouvir Catherine Deneuve sem legenda; ler Flaubert, Baudelaire ou Rimbaud sem traduções; ouvir Edith Piaf e Charles Aznavour como devem ser ouvidos.

7. Fazer novas amizades. Ao viajar para um país em que se fala francês, o melhor modo de cativar a amizade e, porque não, o amor é através da língua, pois este é um povo que a valoriza como um tesouro nacional. O francês é uma língua oficial em 29 países. Você sabia que a Bélgica, Suíça, Algéria, Marrocos, Madagascar, Guadalupe e Martinica entre outros falam francês?

Seu Lugar No Mundo

8. Aproveitar a popularidade do Brasil na cena mundial. Com o desenvolvimento do Brasil como um país de forte apelo internacional o brasileiro deve estar preparado para as novas oportunidades comerciais, profissionais e pessoais que surgirão na próxima década.

9. Criar uma rede internacional de contatos. No atual mundo fortemente globalizado você pode ainda desenvolver uma rede de relacionamentos com profissionais de outros países, ou ser alocado para outro país ou você mesmo desenvolver as conexões que sua empresa precisa através de seus novos conhecimentos linguísticos.

10. Conhecer melhor o mundo. Ao falar outras línguas, sua intereção e conhecimento do mundo se expandem e você se torna realmente um cidadão da aldeia global, pronto para as questões e rápidas transformações mundiais.

Como se preparar ao TCF – Québec

A prova do TCFQ não exige preparação específica, fora obviamente estudar francês. Ela tem duas provas que avaliam as competências de compreensão e expressão oral. As duas são apresentadas segundo o princípio de dificuldade progressiva. Os níveis avaliados seguem o Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas.

É preciso estudar o francês no geral, pois não tem como prever quais perguntas serão postas na prova de expressão oral, nem o vocabulário que será usado no áudio da prova de compreensão oral. Infelizmente, não existe nenhum material de preparação que seja específico para o TCF-Québec, mas existem diferentes tipos de obras que permitem familiarizar-se com os itens do TCF geral:

  • Guide officiel de préparation au TCF, Didier, Paris, 2002.
  • 250 activités pour se préparer au TCF, CLE international, 2003.
  • CD-Rom de préparation au TCF, CNED, CIEP, 2003.
  • Treinamento da prova de compreensão oral do TCF, nivéis C1 e C2 no site RFI: http://www.rfi.fr/ rubrique Langue Française.
  • Treinamento das provas obrigatórias do TCF no site TV5Monde: http://www.tv5.org/tcf
  • Treinamento das provas obrigatórias do TCF para todos os níveis no site de Didier: http://tcf.didierfle.com/.

Compreensão oral: 30 itens, 30 minutos

Os itens de compreensão oral do TCF-Québec são sempre originais. Eles se apresentam na forma de perguntas de múltipla escolha. As perguntas permitem a avaliação das suas capacidades em compreender o francês falado:

Nível 1: Palavras e expressões usuais nas situações de comunicação cotidianas (diálogos, entrevistas, discussões ao telefone, etc.);

Nível 2: O essencial de recados e de anúncios públicos;

Nível 3: Informações sobre pessoas, fatos ou eventos dentro de programas de rádio ou de televisão relacionando-se a atualidade ou sobre temas pessoais, profissionais ou educacionais;

Nível 4: Comunicações tratando de temas concretos ou abstratos;

Níveis 5 e 6: Todos os tipos de discursos pronunciados num ritmo normal.

Expressão oral: 6 perguntas, 15 minutos

A prova de expressão oral é gravada e corrigida por um júri (é o mesmo júri para o mundo inteiro). Não existe tempo para preparação. Vocês terão que:

Nível 1: Descrever um lugar ou uma pessoa conhecida (1 minuto);

Nível 2: Falar de aspectos de sua vida, de sua atividade profissional ou acadêmica atual ou recente, dos seus lazeres, etc.; Também, alguns alunos já tiveram que contar um livro ou filme que tinham lido ou assistido recentemente (1.5 minuto);

Nível 3: Fazer perguntas, procurar informações precisas (3 minutos);

Nível 4: Dar sua opinião e explicar as vantagens e desvantagens de um projeto, exprimir seu ponto de vista (3 minutos);

Nível 5: Apresentar uma argumentação clara e estruturada no estilo apropriado dentro de um contexto determinado (3 minutos);

Nível 6: Apresentar de maneira detalhada e estruturada temas complexos, desenvolvê-los e concluí-los (3.5 minutos).

 

Na École Québec

Como não existe nenhum material de familiarização específico para o TCF – Québec, montamos os nossos próprios exercícios de escuta e uma lista de perguntas potenciais para treinar a expressão oral.

Nossos conselhos para a “compréhension orale”

Treine muito com os materiais de familiarização mencionados acima. Treinando bastante, você saberá quais são as melhores técnicas para você acertar dentro do tempo permitido. Por exemplo, talvez você ache melhor ler as perguntas e respostas escritas ao mesmo tempo que escuta o áudio, ou então depois. Também, já saberá mais ou menos o que esperar na hora da prova. Isso te deixará mais calmo e com mais noção do ritmo que precisa seguir.

O que estudar:

  • Revise seus materiais do seu curso de francês iniciante, pois existem muitas palavras que você viu apenas uma vez que podem ser usadas no áudio. Muitas vezes, o vocabulário iniciante é bastante diferente do francês para o português. Precisa ser visto mais que uma vez para ser lembrado.
  • Estude os tempos verbais pois a resposta pode depender do tempo verbal usado no áudio.
  • Escute a rádio do Québec e da França diariamente.

Na hora da prova, relaxe e concentre-se. Não deixe de responder nenhuma pergunta mesmo sem ter certeza da resposta. Você não perderá pontos por respostas erradas.

Nossos conselhos para a ”expression orale”

Nas horas livres do dia-a-dia, pense em perguntas potenciais e em suas respectivas respostas, lembrando que eles querem saber quanto de vocabulário você tem. Tente falar bastante, sempre fazendo frases completas. Se for possível, marque aulas particulares e/ou de conversação para desenvolver uma boa fluência.

O que estudar para cada nível avaliado:

Nível A1 : A descrição

  • Verbo “être” no presente, a expressão « il y a » e o verbo avoir
  • Vocabulário: família, partes da casa e adjetivos usados para descrever uma casa e pessoas (características físicas e personalidade).

Nível A2 : Sua vida

  • Todos os verbos no infinitivo, no presente e passado (passé composé e imparfait), principalmente conjugados no “JE”
  • Vocabulário: tudo a seu respeito (lazer, trabalho, formação, férias, fim de semana, gostos, leituras, filmes assistidos, projetos, eventos passados, etc.).

Nível B1 : Conseguir informação

  • Palavras interrogativas e futuro do pretérito (conditionnel de politesse)
  • Todos os verbos no infinitivo, presente, passado(passé composé e imparfait), condicional e subjuntivo
  • É preciso usar o “Vous” (vouvoyer)

Nível B2 : Seu ponto de vista, expressar os prós e os contras de uma situação

  • Responda de maneira estruturada para ser o mais claro possível e demonstrar mais fluência na língua.
  • Para evidenciar as relações lógicas de sua resposta, utilize os conectores de causa, de consequência, de oposição e de adição.
  • Utilize expressões para expor seu ponto de vista (« Je pense que…/ Je crois que…/ À mon avis,/ Mon opinion, c’est…/Pour moi, …/J’ai le sentiment que…/J’ai l’impression que… »).

Nível C1 e C2 : Avançado

  • Estude gramática avançada. Usando conceitos gramaticais mais avançados, os avaliadores poderão identificar que você alcançou esse nível.
  • Leia muito e busque textos sobre temas complexos para aprender vocabulário rebuscado e desenvolver argumentação, pois as perguntas desses níveis tratam de  assuntos mais complexos que somente tendo uma certa cultura geral sobre vários assuntos você conseguirá demonstrar fluência na língua.
  • Assista documentários ou escute podcasts sobre temas científicos e mais aprofundados.

Na hora da prova, relaxe e olhe para o entrevistador, pois ele poderá ajudar. Se você não entender alguma palavra ou frase dita pelo examinador, é possível pedir que ele especifique o que disse. Por exemplo: “ Que voulez-vous dire par…?/ Quand vous dites que…?/Parlez-vous de…?” Se você não conseguir lembrar alguma palavra que gostaria de usar, não pare de falar. Você pode ganhar tempo dizendo, por exemplo: “ Veuillez m’excuser, je cherche un mot… Je voudrais dire… Puis-je recommencer…?”

Não hesite em reformular uma palavra ou uma frase que você não tem certeza de ter dito ou usado corretamente. Use: “Pardon”, (frase corrigida); “Excusez-moi”, (frase corrigida).

Questões sobre imigração

Se você obtiver um resultado muito bom no TCF – Québec, é possível que você receba seu CSQ em casa sem nem precisar passar pela entrevista.

Como saber qual nível obter para não precisar passar pela entrevista e assim acelerar o processo?

Primeiramente, você precisa saber que a avaliação on-line (oferecida pelo site do escritório de imigração) te concede automaticamente 6 pontos de adaptabilidade que só podem ser recebidos por meio da entrevista. Assim, se na simulação on-line, você passaria com o nível A2 de francês, é necessário obter um nível de francês que te ofereça de 1 a 6 pontos (depende do seu perfil) a mais, a fim de receber o CSQ pelo correio. Para que a sua avaliação on-line seja mais precisa, você pode consultar as regras sobre a ponderação aplicável à seleção de estrangeiros (Lei sobre a Imigração para o Québec) ou escrever-nos no contato_sp@ecolequebec.com.br para receber nossa tabela do excel.

Níveis avaliados

C2

Superior avançado 

 

É capaz de compreender, sem esforço, praticamente tudo o que ouve ou lê. É capaz de resumir as informações recolhidas em diversas fontes orais e escritas, reconstruindo argumentos e factos de um modo coerente. É capaz de se exprimir espontaneamente, de modo fluente e com exactidão, sendo capaz de distinguir finas variações de significado em situações complexas.

 

C1

Superior 

 

É capaz de compreender um vasto número de textos longos e exigentes, reconhecendo os seus significados implícitos. É capaz de se exprimir de forma fluente e espontânea sem precisar de procurar muito as palavras. É capaz de usar a Iíngua de modo flexível e eficaz para fins sociais, académicos e profissionais. Pode exprimir-se sobre temas complexos, de forma clara e bem estruturada, manifestando o domínio de mecanismos de organização, de articulação e de coesão do discurso.

 

B2

Intermediário avançado 

 

É capaz de compreender as ideias principais em textos complexos sobre assuntos concretos e abstractos, incluindo discussões técnicas na sua área de especialidade. É capaz de comunicar com um certo grau de espontaneidade e de à-vontade com falantes nativos, sem que haja tensão de parte a parte. É capaz de exprimir-se de modo claro e pormenorizado sobre uma grande variedade de temas e explicar um ponto de vista sobre um tema da actualidade, expondo as vantagens e os inconvenientes de várias possibilidades.

 

B1

Intermediário 

 

É capaz de compreender as questões principais, quando é usada uma linguagem clara e estandardizada e os assuntos lhe são familiares (temas abordados no trabalho, na escola e nos momentos de lazer, etc.) É capaz de lidar com a maioria das situações encontradas na região onde se fala a língua-alvo. É capaz de produzir um discurso simples e coerente sobre assuntos que lhe são familiares ou de interesse pessoal. Pode descrever experiências e eventos, sonhos, esperanças e ambições, bem como expor brevemente razões e justificações para uma opinião ou um projecto.

 

A2

Elementar avançado 

 

É capaz de compreender frases isoladas e expressões frequentes relacionadas com áreas de prioridade imediata (p. ex.: informações pessoais e familiares simples, compras, meio circundante). É capaz de comunicar em tarefas simples e em rotinas que exigem apenas uma troca de informação simples e directa sobre assuntos que lhe são familiares e habituais. Pode descrever de modo simples a sua formação, o meio circundante e, ainda, referir assuntos relacionados com necessidades imediatas.

 

A1

Elementar 

 

É capaz de compreender e usar expressões familiares e quotidianas, assim como enunciados muito simples, que visam satisfazer necessidades concretas. Pode apresentar-se e apresentar outros e é capaz de fazer perguntas e dar respostas sobre aspectos pessoais como, por exemplo, o local onde vive, as pessoas que conhece e as coisas que tem. Pode comunicar de modo simples, se o interlocutor falar lenta e distintamente e se mostrar cooperante.