Crianças podem frequentar uma escola anglófona no Québec?

Dúvida muito frequente dos novos residentes temporários e permanentes, é importante saber que, no Québec, mais de 80% da população tem o francês como língua materna. O francês é usado não somente na vida cotidiana, mas é também a língua de ensino da província.  A lei fundamental da língua francesa prevê que as crianças frequentem escolas francófonas até o final de seus estudos (ensino fundamental e colegial) tanto no público quanto no setor de educação privada. No entanto, em alguns casos particulares, alunos da pré-escola, primário e colegial podem frequentar um estabelecimento de língua inglesa. Os pedidos de admissão para estudos em inglês é tratado pelo Ministério da Educação e Ensino Superior (Le ministère de l’Éducation et de l’Enseignement supérieur – MEES).

E quais alunos podem frequentar a escola anglófona?

A lei prevê três casos:

– crianças estabelecidas de forma permanente no Québec e que possam obter uma declaração de admissibilidade no ensino anglófono;

– crianças estabelecidas de forma permanente no Québec e que possam estudar em inglês sob aplicação de uma autorização particular;

– crianças em situação temporária no Québec e que possam obter uma autorização especial temporária para receber ensino em língua inglesa.

De forma geral, as crianças são autorizadas a estudar em inglês caso tenham recebido a maior parte da educação primária e fundamental em inglês no Canadá, se o irmão ou irmã do estudante tiver recebido a maior parte da educação primária e fundamental em inglês no Canadá ou se o pai ou a mãe da criança tiver estudado a maior parte da sua vida em inglês no Canadá.

Crianças que apresentam dificuldade grave de aprendizado ou que necessitem estudar em inglês por razões humanitárias ou devido à uma situação grave de ordem familiar podem receber uma autorização especial.

Uma autorização temporária pode ser dada à crianças que estão temporariamente no Québec quando estão sob custódia de um estrangeiro com permissão de estudos ou trabalho ou crianças filhas de cidadãos canadenses/residentes permanentes domiciliados em outra província canadense e que se encontram temporariamente no Québec.

Para reconhecer o direito da criança à educação em inglês, os pais ou responsável legal devem entrar em contato com a organização da escola onde desejam matricular a criança. O aplicante deve preencher o formulário apropriado e anexar os documentos comprovativos ou documentos necessários para apoiar o pedido.

Fonte: http://www.education.gouv.qc.ca/ministere-de-leducation-et-de-lenseignement-superieur/