Humor quebequense

Humor é muito difícil de traduzir de um idioma para o outro. Temos alunos que estão no Québec há vários anos e que até hoje não acham nenhuma graça nas piadas quebequenses e outros que racham o bico logo no primeiro vídeo de um humorista do país de acolhimento.

O humor no Québec é muito valorizado. Os humoristas são provavelmente os artistas mais bem pagos da sociedade. Eles são contratados para atuar nos melhores filmes, gravam propagandas para as marcas mais ricas e os festivais lotam suas salas de teatro quando o espetáculo é de um humorista famoso. Você deve conhecer o Juste Pour Rire ou Just For Laughs em inglês. Eles organizam festivais de humor em várias cidades do país. O festival de humor de Montréal será do dia 14 até 28 de julho de 2018. São eles também que gravam aquelas cápsulas de pegadinhas vendidas e transmitidas mundialmente. Nos site do Juste Pour Rire, você pode ler que Montréal é a cidade mais engraçada do planeta.

O Québec curte tanto humor que tem um gala dedicado somente ao humor. Se chama o Gala des Olivier em homenagem ao Olivier Guimond, humorista falecido em 1971.

O humorista que você já deve conhecer pelo filme Bon Cop Bad Cop que foi comercializado no Brasil se chama Patrick Huard. Além de ser muito engraçado, ele é famoso por aparecer em diversos filmes famosos no mundo inteiro: Bon Cop, Bad Cop 1 e 2; Les Boys; Nez Rouge; Maman Last Call; Starbuck; etc.  Veja esse trailer para conhecê-lo como ator.

Particularmente, gosto muito do Louis-José Houde. Ele é conhecido por falar muito rápido então talvez não seja o primeiro humorista quebequense a descobrir; ele pode assustar os alunos mais iniciantes. O humor dele traz assuntos muito simples do dia a dia e te faz olhar certos pontos da sua vida de um ponto de vista inesperado. Ele também aparece cada vez mais em filmes e propagandas.

Martin Matte é o humorista mais famoso por ganhar muito dinheiro com propaganda. Ele faz propagandas para o supermercado Maxi e o fabricante de carros Honda. O principal personagem dele é ele mesmo se achando melhor que qualquer outro. Ele é o criador do programa Beaux Malaises no qual ele é o principal ator. Aproveite este curta para descobrir os piores palavrões quebequenses: osti de calisse de tabarnak…

Quer saber mais? Veja esse TOP 15 publicado pela TVA Nouvelles.