MIDI divulga as regras para Imigração e quantidade de vagas em 2017-2018

O Ministère de l’Immigration, de la Diversité et de l’Inclusion (MIDI) divulgou no último dia 30 de Março o número de demandas  que serão recebidas no período de 1 de Abril de 2017 até 31 de Março de 2018 para os programas de Trabalhadores Qualificados, Investidores, Empresários e Trabalhadores autônomos e também as regas que regirão as demandas de CSQ (Certificat de sélection du Québec) a partir de 1 de Abril de 2017.

Investidores

De 29 de Maio de 2017 até 23 de Fevereiro de 2018, o MIDI receberá um máximo de 1900 demandas de CSQ sob o programa de investidores. Para aplicar sob esse programa é necessário ter um património de no mínimo 1 600 000 $ CAD e estar disposto a investir 800 000 $ CAD na província do Québec nos próximos 5 anos. As demandas tem que ser entregues por correio.

Trabalhadores Autônomos e Empresários

No período de 2017-2018 não serão aceitos nenhum pedido de CSQ nos programas de Trabalhadores Autônomos e Empresários.

Trabalhadores Qualificados

O MIDI receberá 5 000 pedidos de CSQ para Trabalhadores Qualificados nesse próximo ano. Todos os pedidos devem ser feitos através do  Mon projet Québec e a data de recebimento dos pedidos será anunciada em breve.  Lembrando que os candidatos com uma oferta de emprego validada ou aqueles que participam do PEQ (Programme de l’Expérience Québécoise ) não estão incluidos nessa cota e podem submeter seus pedidos a qualquer momento. Outros residentes temporários autorizados (como estudantes internacionais que já estão na metade do curso) também podem submeter a qualquer momento.

Com esses dados, a tabela fica dessa forma:

Novas regras

O Ministério também pôs em prática as regas aprovadas em Abril de 2016 no “Estratégias de Ação sobre Imigração, Participação e Inclusão 2016-2021 – Juntos Nós Somos o Québec” (Stratégie d’action en matière d’immigration, de participation et d’inclusion 2016-2021 Ensemble, nous sommes le Québec) que põe fim ao princípio de “premier arrivé, premier servi” (primeiro a chegar – primeiro a ser atendido). Os pedidos agora serão atendidos com base na demanda do mercado de trabalho e serão processados através de uma déclaration d’intérêt.

O Ministério acredita que limitando o número de novas demandas neste ano, conseguirá processar as demandas já enviadas e assim diminuir o tempo de espera para no máximo 6 meses no período de 2018-2019.