Edimar e Luciana

Nossa entrevista foi feita pelo Monsieur Daniel Leblanc, ele foi super simpático e acolhedor e nos deixou bem confortável para podermos responder as questões. Nos perguntou para qual cidade iriamos emigrar e por que tinhamos escolhido a cidade, pediu para contarmos um pouco sobre o trabalho que tinhamos na época e também os trabalhos anteriores.

Entendemos tudo que ele perguntava e em momento algum precisamos perdir para ele repetir as questões. Quando ele começou a pedir para mostrarmos os documentos e viu que tínhamos estudado na École Québec, ele riu e fez uma brincadeira dizendo que era por isso que falávamos e entedíamos bem o francês, que ele já havia entrevistado outros alunos e que todos tínhamos bons histórico, estávamos bem preparados para a entrevista e tínhamos um bom francês. Ele olhou todos os documentos que comprovava todas as experiências que tínhamos relatado anteriormente.

Tinhamos feito um projeto de emigração e ele ficou bem impressionado e elogiou nossa pesquisa. Tudo o que nós respondiamos e que ele comprovava com os documentos ele se virava para o computador e me parecia marcar os pontos. Me fez uma pergunta em inglês e logo retornou para o francês. Após quase uma hora de entrevista ele disse uma frase que nós nunca esqueceremos : Le Québec vas tomber d’amour pour vous. Vous êtes acceptés. Este foi pra nós o melhor momento do processo que só foi menos importante que a chegada ao Canadá.

Nossa entrevista durou aproximadamente 1 hora, ele nos deu diversas dicas de como procurar um trabalho, o que fazer aqui no momento da chegada. Podemos dizer que foi mais um bate-papo do que uma entrevista, e hoje acredito que esta tática funciona super bem, pois além de nos deixar mais à vontade acredito que ele consiga saber muito mais sobre os futuros emigrantes.

Agrademos a nossas professoras e professoras da École Québec , recomendamos fortemente para todos que querem emigrar, além da velocidade com que aprendemos o francês o fato de ser francês quebequense faz toda a diferença quando se chega aqui.

Boa sorte a todos e mais uma vez obrigada!